Prevalência de HIV entre prostitutas , usuários de drogas e homens que tem sexo com homens no Brasil: Uma Revisão Sistemática e Meta analise

Published: septiembre 24, 2010

Sumario: Malta e colegas recentemente realizaram uma revisão sistemática e meta analises de estudos acessando a prevalência de HIV entre homens que tem sexo com homens, prostitutas e usuários de droga no Brasil . Enquanto a prevalência de HIV na população geral e em torno de 0,6%, a prevalência de HIV combinada para prostitutas foi de 6.2 ( 95% CI: 4.4-8.3), de 13.6 (95% CI: 8.2-20.2) para homens que tem sexo com homens e de 23.1 (95% CI: 16.7-30.2) para usuários de drogas, com o uso de drogas injetáveis e o compartilhamento de seringas/agulhas como preditores chave da infecção com HIV. Enquanto estas populações demonstram um aumento na prevalência de HIV na maioria, se não em todas as epidemias, como estes números se relacionam com o que sabemos sobre a resposta do Brasil à epidemia? Quais são algumas das características que definem a resposta do Brasil que permitiu manter uma baixa prevalência de HIV na população geral? Se o Brasil tambem alcançou sucesso com homens que tem sexo com homens, com prostitutas e com usuários de drogas apesar da esperada prevalência mais alta nestas populações? Como você avalia a escolha de Malta e seus colegas que focaram em estratégias de prevenção que fornecem informações acuradas, aconselhamento e teste, assim como meios concretos de promover mudança de comportamento, desenvolvidos sob medida para necessidades especificas de gênero e culturais destas populações vulneráveis?

O texto completo esta disponível no link abaixo

(Translation by NYCPHoto)

Deja un comentario